Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




... (não sei)

por parasergrandeseinteiro, em 19.02.12

Gosto de ter piada, e sei que tenho bastante por vezes... Gosto daquela energia que vem cá de dentro, até parece que brilha, e que espontaneamente partilho com a certeza que chega para mim e para quem interage comigo, e chega lá... sinto mesmo que chega lá!

 

Gosto bastante de mim, não de tudo, mas de muita coisa. Há subtilezas minhas que de tanto apreciar vejo-me muitas vezes a tentar desenvolve-las, sinto-as como raras e chegam a orgulhar-me. Vejo-me como uma pessoa com cor, que não fica camuflada no banal, umas vezes pelo melhor, outras há que não, mas até isso par mim é “tempero”.

 

Como toda a gente tenho um lado cinzento, uma espécie de dégradé que atinge no negro denso.Essa minha parte menos colorida prejudica -me, faz-me ter momentos muito infelizes e com uma frequência pouco desejável... faz-me envolver incompreensivelmente e emocionalmente nas situações, e as consequências são por vezes desastrosas, auto-desastrosas.

 

Não sei o porquê... ponho a hipótese de ser a vida mostrar-me insistentemente qual o melhor caminho e que eu repetidamente não atinjo, mas caramba... como?

 

Porquê esta ansiedade que me afasta da realidade, que me atormenta a alma, que me palminha sem pudor o meu melhor sorriso, que me rouba a paz de espírito e a substitui por uma realidade distorcida que me causa pânico e mal-estar.

 

Será a única solução aceitar que sou assim? Que é por essa razão que o desfecho é invariavelmente o mesmo...?

 

Mas porquê? Eu queria ser diferente, só nisto se pudesse ser, mas queria ser feliz. Conseguir manter o que me faz feliz...

 

Rio muito, mas acho que choro ainda mais.

 

... o maior problema é a dor que isso me causa! E dói mesmo!

 

publicado às 20:35



Mais sobre mim

foto do autor




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Fevereiro 2012

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829