Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Um massagem peculiar!

por parasergrandeseinteiro, em 17.04.15

Rio-me frequentemente de mim, do que me acontece e experiencio ou simplesmente de coisas que imagino e penso. Adoro rir-me de mim e considero-o uma qualidade.

Esta semana usufrui de um voucher que tinha para fazer uma massagem em casa. O Sr. chegou a minha casa montou a marquesa e disse: Vou à casa de banho lavar as mãos e no entretanto peco-lhe que fique apenas de cuecas e coloque esta toalha por cima.

Assim o fez e fiz... mas no entretanto pensei vou rapidamente por a luz media/baixa e uma musica relaxante, vai ser perfeito. Com a pressa seleccionei uma playlist que não conhecia, rapidamente me despi e voei para debaixo da toalha. (mesmo a tempo de o Sr. regressar da casa de banho.)

O Sr. começa a fazer a massagem e a musica soa baixinho para compor o ambiente. Ora bem, "relaxante" não será o melhor adjectivo para classificar o que aconteceu: musica de Natal não é apropriada para a época e muito menos para a situação. Solto uma gargalhada estridente e explico-lhe o sucedido!

Continuámos com a musica de Natal mas optamos por conversar. Foi muito mais relaxante!

Estava (e estou) ainda cheia de nódoas negras, feridas e contusões por causa do fim-de-semana de ciclismo. Foi bom ter uma massagem de corpo completo mas havia muitas áreas do meu corpo que não podiam ser tocadas ! NÃO! não toque ai... não aguento!

Deve-me ter achado no mínimo estranha, mas rimos e divertimo-nos bastante com este "cenário" bizarro! (pelo menos da minha perspectiva)

publicado às 02:13

Mount Buller

por parasergrandeseinteiro, em 17.04.15

Não tem sido fácil registar os momentos que gostaria de guardar (aqui) para mim ou para quem os queira ler.

Este ano de 2015 tem correspondido às previsões (anteriormente reflectidas) de falta de tempo, 99% porque tenho que trabalhar, estudar, fazer exercício, ir às compras, arrumar a casa, dormir... e se tempo não chega para o essencial quanto mais para o prazeroso.

Pois bem, acabei o exame do penúltimo módulo de York em Março, foi um semestre duro com muitas mudanças e desafios, por isso logo que tive “ordem de soltura” tentei fazer viagens e actividades ao ar livre.

Fiz a minha primeira viagem sozinha, à Tasmânia, e adorei a experiencia. Dedicarei um "post" a esta experiencia pessoal (está na infindável lista de tópicos que quero escrever) e fui fazer um fim-de-semana dedicado a ciclismo de montanha no Monte Buller (250Km de Melbourne).

Depois de longos fins-de-semanas de estudo, decisões difíceis, inquietantes períodos de gestão de expectativas de trabalho, aprender a lidar com um futuro imprevisível a médio/ longo prazo  (um verdadeiro desafio pessoal dada a minha aversão à falta de segurança e de controlo de situação) ... Fiquei com muita vontade de fazer algo que me absorvesse completamente, que me libertasse e esgotasse sem sobrar 1 segundo para me preocupar com o que não posso controlar e de preferência em contacto com a natureza! Por isso este fim-de-semana foi tão maravilhoso!

Uma viagem de 4h30 de carro com pessoas que mal conhecia, um monte distante repleto de natureza, um frio suportável que tornou os finais de dia cosy e (muita) actividade física de manha à noite!

Foi uma experiencia dura, dolorosa (como se pode avaliar pelas fotografias) mas muito especial para mim!

IMG_2429.JPG

IMG_2439.JPG

 

MTb3.png

 

Mtb.png

 

MTB2.png

 

Não me recordo de estar tão suja ("nhaca" debaixo das unhas incluída!!!) e tão esfolada como fiquei.

Caí inúmeras vezes, algumas mal, outras sem grandes consequencias...  reconheço que é um desporto perigoso, que requer muita concentração e técnica sob pena de ter graves consequencias. 

Fui com três rapazes com alguma experiencia, que generosa e pacientemente me introduziram neste desporto, ensinando-me técnicas e dicas, fazendo correcções e acima de tudo estando lá para me apanhar do chão ou no meio de um arbusto.

 

IMG_2453.JPG

IMG_2512.JPG

IMG_2513.JPG

IMG_2514.JPG

Agora de volta ao trabalho, gerindo todas as (anteriores) incertezas e "pedras" que aprecem no caminho, cabeça focada no estudo mas cheia de energia e mais feliz!

Fazer desporto e viver a natureza é cada vez mais um requisito para o meu bem-estar diário. E a vida é muito mais bonita assim!

 

Vamos embora que so faltam 2meses e meio para cabar esta grande viagem chamada "York"!

publicado às 01:01


Mais sobre mim

foto do autor




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Abril 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

subscrever feeds