Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ui! Acho que arranjei uma carga de trabalhos!

por parasergrandeseinteiro, em 23.09.14

Adoro pão!

Casa sem pão, é para mim... um desconforto! Não há pão, não há comida!

 

Desde que sai de Portugal que nunca consegui encontrar uma padaria que me agradasse. Resolveu-se o assunto com uma maquina de pão.

Não é pão de Mafra ou Algarvio mas estou super feliz com os pães deliciosos que preparo. Muito mais saudáveis e variados!

 

Agora vamos ver quais as consequencias de comer pão quente todos os dias!

 

Vou ter que me controlar!

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:01

Tinha que ser

por parasergrandeseinteiro, em 03.07.14

Sou uma esquisita com cabeleireiros, manicuras, depiladoras e qualquer outro serviço que mexa no meu visual. Não é porque me ache uma grande espingarda mas tenho dificuldade em entregar-me a quaisquer mãos. E se a coisa corre mal é caso para ter pena da parte responsável porque serei capaz de lhe rosnar!

 

Hong Kong, 8 meses sem cortar cabelo... Ah pois! Nunca ponderei sequer experimentar, tais eram as lamentações das demais Europeias! Cheguei a Portugal fui directa para o cabeleireiro. Aeroporto - Cabeleireiro!

 

Melbourne! Já vão 7 meses desde a última visita a Portugal. Ora bem, está na hora... Por aqui os cabeleireiros, SpAs, Salões são porta sim porta sim... Perguntei a algumas portuguesas que vivem por aqui e fiquei PANICADA! Cortam mal e é caríssimo. Mas quando digo caro, é mesmo caro!!!! E se é mau, não vai dar!

 

Mas eis que encontrei a solução!

Quais são as mulheres que mais se cuidam no mundo?

Quais são as mulheres que melhor fazem unhas, cabelos, depilações.... e afins?

Brasileiras!

 

Fácil: perguntei a uma Brasileira como fazia para arranjar o cabelo, mãos, pés... e pois claro: A X, a Y e a Z fazem isto, isto e mais isto e ainda vão a casa.

 

Hoje foi o dia:

 

 

 

Tratamento completo!

Minina, não há como garota Brasileira! Manerissima!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:07

Belgrave Lantern Parade 2014

por parasergrandeseinteiro, em 26.06.14

A intenção foi muito boa, a viagem de comboio para Belgrave (45 km de Melbourne, 1,5 horas cada viagem) muito longa, o espectáculo foi... ora bem!... poderia ter sido MUITO melhor.

 

O propósito desta "parade" é celebração do Solstício de Inverno (dia mais pequeno do ano).

É uma exibição de lanternas, de todos os tamanhos e feitios, feitas pelos participantes para este propósito: Crianças, adultos. seniores, cães... vale tudo!

 

 

 

 

 

É incrível ver o resultado de, estou certa que sim, tantas horas de trabalho para resultarem nestas "maravilhosas" lanternas :)

 

 

 

Estava à frente da rádio local que relatava e comentava as diferentes lanternas que surgiam. Deliciei-me e  diverti-me com a forma caricata como o faziam.

 

 

 

 

 

 

 

 

Não foi memorável, mas foi mais uma experiencia com muito frio :) 

 

 

Notas:

Os solstícios ocorrem duas vezes por ano. O dia e hora exactos variam de um ano para outro. Quando ocorre no verão significa que a duração do dia é a mais longa do ano. Analogamente, quando ocorre no inverno, significa que a duração da noite é a mais longa do ano.

 

Os equinócios ocorrem nos meses de Março e Setembro quando definem mudanças de estação. Em Março, o equinócio marca o início da primavera no hemisfério norte e do Outono no hemisfério sul. Em Setembro ocorre o inverso, quando o equinócio marca o início do Outono no hemisfério norte e da primavera no hemisfério sul.

 

2014.06.21

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:29

Ai Senhooooores!

por parasergrandeseinteiro, em 24.06.14

Não ter uma selecção nacional para torcer, e me enervar MUITO, faria de mim uma pessoa mais tranquila!

 

Olha que caramba!: 5 minutos depois do começo do jogo PUMBAAAAAA um golão - fico eléctrica... passo mal o jogo todo porque empatamos, sofremos mais um e nos últimos segundos PUMBAAAAAA mais um golão... Ai Senhooooores!

Eram 8 da manhã. Tanta adrenalina ao acordar nem é saudável!

 

 

As esperanças são poucas, mas enquanto for possível acredita-se até ao fim.

Não sei fazer a coisa por menos... e esta situação inquieta-me!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:46

Era outra vez...

por parasergrandeseinteiro, em 01.05.14

Ora bem...

Há exactamente 9 meses achei por bem comprar 3,400Kg de amaciador

Já que estava a encomendar o amaciador que queria do outro lado do mundo, encomendei duas embalagens de 60 Oz e deu nisto...

 

(Era uma vez

 

9 meses depois, tenho a dizer que comecei hoje a segunda embalagem!

Sim! Eu trouxe cerca de 2Kg de amaciador de Hong Kong para Melbourne.

(Não se estranha se eu disser que o J acha isto um despautério!)

 

Cada um com a sua pancada! Eu adoro este amaciador, para mim este faz o que nenhum faz ao meu cabelo... e quando acabar vou encomendar mais. Talvez não tanto, mas é possível que repita a proeza.

 

Para a viagem da Indonésia fiz mini frascos com amaciador para levar.

Ontem estive a lavar os mini frascos e na minha vertente mais obcessiva virei-me para o J e perguntei:

- Ai... Este cheiro é maravilhoso. Não achas?

Ele sem me dirigir sequer o olhar e descontextualizado do que eu estava a falar, respondeu-me:

- Que cheiro horrível. Se cheirasses assim não conseguia estar ao pé de ti!

 

Soltei uma gargalhada e deliciei-me com esta falta de noção, tão característica do sexo masculino! 

 

Ora bem, eu cheiro todos os dias horrivelmente mal portanto!?

... Eu gosto! O J também mas não sabe!

LOL

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:05

Por aqui

por parasergrandeseinteiro, em 18.04.14

Como tenho andado um preguiçosa para escrever, aqui vão algumas imagens que testemunham o meu dia-a-dia:

 

 Passeio de domingo a Brighton:

 

 

 

 

 

 

Quando somos brindados com dias de sol, os dias frios ganham umas cores especiais.

 

Passeios pelo centro de Melbourne, pejado de recantos cheios de charme:

 

 

 

 

 

 

 

Já temos sofá, e tão bem que o tenho aproveitado:

 

 

 

Conduzi pela primeira vez em Melbourne com vários graus de dificuldade:

1 - Conduzi com o volante do lado direito e do lado esquerdo da via;

2 - Não conheço as estradas e claro que me perdi;

3 - Escolhi a hora de ponta para me estrear.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:43

Dias de chuva

por parasergrandeseinteiro, em 10.04.14

 

Desde o dia 1 de Março que, por aqui, estamos no Outono. Contudo, tem havido dias amenos e solarengos que me têm feito sentir ainda um pouco de Verão. Mas esta semana percebi... dias cinzentões e com chuva chegaram e vieram para ficar.

Com muita pena minha, a caminhada de domingo já foi cancelada e terei que adaptar os programas às circunstancias.

A boa noticia é que o sofá vem a caminho, e já que é para "curtir" dias de Inverno, uma manta, bebida quente e bom filme também será um programa a considerar!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:49

Pegar ao "serviço"!

por parasergrandeseinteiro, em 25.03.14

Depois da confirmação e burocracias inerentes à nova casa, foi preciso assegurar os mínimos para a mudança.
Aqui as casas raramente estão mobiladas. Não há um talher, uma toalha… só temos as paredes, uma forno e uma maquina de lavar loiça.

Preparou-se “a coisa” de acordo com:
- Nível 1 de necessidade:
Cama, colchão , lençóis e almofadas
Toalhas de banho

 

- Nível 2 de necessidade:
Pratos, talheres e panelas/ tachos

 

- Nível 3 de necessidade:
Maquina de lavar roupa, frigorifico
cadeiras e mesa


Assegurados os níveis 1 e 2 a mudança deu-se. 15 dias depois de chegar a Austrália, a casa (LINDA de morrer) recebe-nos.
É engraçado compor as coisas gradualmente. No meio de muita cabeçada... Irra que o J consegue ser mais teimoso que eu! E como homem que é, vive lá no mundo deles!

As mulheres nasceram para esta logística. Primeiro uma cama e comida e só depois um cofre, a garrafeira… do melhor!

À medida que avançamos no processo o conforto aumenta, e o espaço vai ficando ”nosso”... tudo vai tomando o seu lugar!
É bom fazer um piquenique no chão da sala, mais tarde passar para a mesa e para a loiça nova, depois a toalha, depois um assado no forno… e assim ”subimos a encosta”.

Está a saber bem, e feliz que estou por uns quantos meses depois ter um poiso certo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:31

A caça de casa

por parasergrandeseinteiro, em 17.03.14

Por ora, habito num apart-hotel.

Mal cheguei pus “mãos a obra” na procura de casa.

Já tinha feito algum trabalho de base anteriormente e tinha alguns contactos feitos.

 

Aqui o aluguer de casa funciona de uma forma ligeiramente diferente do Mercado português.

As casas são colocadas nas agências (tudo funciona através de agências e não relação directa senhorio - inquilino), se parecer bem marca-se uma visita ou sujeitamo-nos às visitas/ inspecções já marcadas.

 

Depois disso, e se a casa agradar, faz-se uma candidatura com todo o tipo de informação que se possa imaginar: extracto bancário, contracto de trabalho, visto, função actual e anterior, pessoas de referência (idealmente Australianos). E depois vai para avaliação e aguarda-se o resultado.

First in, best dressed! ”Ganha” a melhor candidatura… Está-se a ver o filme!

 

Tenho ido ver umas quantas casas, estou a encarar isto como uma forma de conhecer a cidade (lindíssima), de fazer exercício (embora com a limitação de ter que ir bem vestida para causar boa impressão. Imagine-se!!!) e assim ter uma noção das zonas, vantagens e desvantagens e transportes.

 

No fim-de-semana fomos ver 6 casa e vimos uma casa pela qual nos apaixonamos em Port Melbourne, ao lado da praia.

Fez o clique… Fizemos a candidatura e agora é aguardar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:37

Onde e como ficar?

por parasergrandeseinteiro, em 05.02.14

Normalmente marcamos a nossa estadia, pelo menos a primeira noite, na véspera de chegarmos ao próximo destino. Através da internet fazemos a nossas escolhas e reservas baseadas nas "reviews" disponíveis e a coisa tem corrido bastante bem.

 

De qualquer forma achámos que saltamos um passo importante. Ver com os nossos próprios olhos, perceber a localização e acessos, negociar o preço e sentir a energia do local é sempre melhor.

Desta última vez resolvemos arriscar, sem marcação temos que nos sujeitar ao que houver didponivel, e enquanto eu bebi um Kopi (café) num qualquer warung (restaurante em indonésio) em Padang Bai e guardei os 300Kg que carregamos, o J foi bater perna à procura de um poiso para nós.

 

Ficamos numa HomeStay chamada Tirta Yoga.

 

 

Para além de ser dos sítios mais agradáveis onde ficámos, tem um pequeno-almoço bom e o preço é fantástico! Uma esplanada no andar de cima e de baixo, um bom quarto, internet... E os Donos são amorosos.

O Sr. Da nossa HomeStay já me ensinou a fazer as suas deliciosas panquecas de banana.

Eu e o J estamos viciados em panquecas de banana, e pelo andar da coisa não me parece que iremos enjoar.

 

Eu ultimamente ando numa de coleccionar receitas e super motivada para cozinhar e conhecer pratos novos, por isso pedi-lhe para o acompanhar a fazer o pequeno almoço. O seu inglês é reduzido mas o pessoal entende-se. Às vezes de formas muitos engraçadas.

 

Nem tudo esta disponível online, pode não correr tão bem das próximas vezes mas vamos voltar a arriscar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:50

Como conduzir na Indonésia?

por parasergrandeseinteiro, em 04.02.14

Não sei a resposta e não tenho muitos bons conselhos para dar. Ter sorte será uma ajuda importante.

Motas com 3 e 4 pessoas mais um carrinho de mão em suspensão ou um bicicleta em braços erguida no ar, é normal.

Montes de terra a ocupar a minha faixa. Obras.

E tudo o que pode ocupar uma estrada não é estranho! Os obstáculos de variadas naturezas estão la e o pessoal que se desvie.

Bicicletas e mesmo motas encostadas à minha berma, mas a moverem-se em sentido contrário. É mato!

Camiões gigantes, carroças e animais a atravessarem-se na estrada mais uma densidade de motoretas a aparecerem em todas a direcções possíveis e a ultrapassarem por ambos os lados conduzidas por seres humanos desde os 8 anos aos 90 anos de idade. Igualmente normal!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(Estas fotos pouco reproduzem o caos da estrada. Ia agarrada ao volante e o J aos ... OO, mapas :) )

 

Tudo é possível e as regras não existem. Cumpri-las chega a ser um perigo. Se paro numa passadeira vou ser ultrapassada certamente e os peões ficam confusos COMIGO.

 

Choveu torrencialmente, andamos 300 Km em dois dias inteiros já que 30Km/h é uma boa média por aqui! Apanhámos estradas em que a largura das duas faixas juntas, era pequena para um carro...

 

Uma tarefa arriscada! Enfrentei provas arriscadíssimas! E já no final do segundo dia, a inverter a marcha numa estrada vazia bati (encostei levemente) numa mota de uma adolescente com 15 anos, parada atrás de mim (Céus! Eu não a vi).

Ficou presa ao meu pará-choques! Fiquei "roxa" e super incomodada (ou talvez mesmo aborrecida). Senti-me super preocupada (sentia os meus olhos em água) com a menina e a sua mota mas felizmente não houve danos. Numa estrada deserta apareceram não sei quantas almas para ver o que se passava. Insistimos para saber se a menina estava bem e se a mota precisava de reparação. Mas ficou tudo certo. Diz o J que se fosse em Timor Leste seriamos abordados com catanas e abriríamos a carteira à grande!

 

 

 

(Locais + J a desencastrarem a mota do nosso para-choques)

 

Depois de ficar descansada com a minha vítima, só pensava o quanto iríamos ser "sugados" pelos riscos no carro! Aqui estrangeiro PAGA sempre! No fim, felizmente não houve consequências.

 

Foi uma experiência. Sem dúvida! Intensa e stressante.

Foi a minha primeira vez a conduzir à direita. Cada vez que queria fazer pisca limpava os vidros. E às vezes em vez da segunda metia a marcha atrás. Ah, também confundi as faixas!

Conduzir uma carripana de 7 lugares também não é maneirinho!

E a experiência de condução aqui é tipo jogo de computador. Vão aparecendo "cenas" e temos que nos desviar. E há vários níveis! Mas só devemos ter uma vida!

 

Apesar do J ir tenso e com dificuldades de fazer a digestão ao meu lado, enquanto eu dominava a viatura, vimos sítios muito bonitos e outros nem tanto mas conhecemos as redondezas de PadangBai!

 

A pérola da viagem:

Eu: J, não me trates com uma anormal sff!

J: T! Então vai para a tua faixa sff!

 

Nota: Pais! Prometo não conduzir mais aqui. Pelo menos tão cedo. Até para o bem da minha relação com o J (LOL).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:16

Menjangan Island, Bali

por parasergrandeseinteiro, em 22.01.14

Há muito que tinha curiosidade em experimentar mergulho. Por muitas razões e meios diferentes, sempre estive bastante próxima de pessoas que fazem mergulho e a opinião é unânime. Adoram! Por alguma boa razão tem de ser!
Os últimos 3 anos foram extremamente preenchidos com outras prioridades e não consegui satisfazer a minha vontade e entusiasmo. O mais perto que estive não passou de uma experiência numa piscina. Aí fiz o meu baptismo de mergulho mas não foi nada de especial e não deu para deixar o "bichinho".

Agora que tinha todas as condições reunidas para o fazer, já que me faço acompanhar (e muito bem!) de um instrutor de mergulho, não posso! E é mesmo assim… Depois da mina cirurgia e complicação pulmonar pós cirúrgica não é intelingente arriscar. Se acontecer alguma coisa os peixinhos não me poderão ajudar!

Tenho a dizer contudo, que fui bastante bem recompensada nesta maravilhosa paisagem + uma máscara + um snorkel.
É incrível o que o mar esconde no seu intimo, e o que por lá se passa? Que tranquilidade, que ambiente mágico está ali?
Parecia estar dentro de um um mundo de mil cores, onde não há mais nada se não peixinhos, peixes e peixões, moluscos, esponjas e conchas maravilhosas depositadas em corais de mil texturas e cores… Absolutamente petrificante. Eu só não queria incomodar!

Estou habituada a ver peixes em aquários ou mesmo bonitas imagens na Tv mas ali senti-me no mundo de alguém que não o meu e até estava com cerimónia. Estava encantada.
A panóplia de cores e padrões vai para além da minha imaginação e quiça recordação neste momento. Seria dificil fazer uma desenho tão belo!

Não poderei ser uma mergulhadora mas poderei ser uma snorkeler! ;) 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:17

Ah pois é

por parasergrandeseinteiro, em 21.01.14

Ter uma casa de banho ao ar livre é relaxante e diferente. Com este calor todo tomar banho de chuveiro à chuva é agradável. O único "senão" é a fauna que nos ataca em situações mais constrangedoras à noite, se a necessidade assim o ditar! Minhocas, formigas, melgas... Lagartos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:38

Achei eu, que tinha encontrado (mais uma) pérola...

por parasergrandeseinteiro, em 02.11.13

Mudei a minha direcção para tirar uma foto.

 

Mas afinal:

Estamos no halloween...

 

E portanto era apenas um outfit de ocasião (a cauda a dar a dar... deliciou-me e exibir tamanho volume de Bunda não é para todos!)

Estou em HK, seria perfeitamente possível, ter alguém a andar na rua com o seu próprio estilo...

Mas aparentemente é apenas o halloween!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:05

Um menu... diferente!

por parasergrandeseinteiro, em 31.10.13

Deve ser do Outono, que por cá ainda não se faz sentir com as características habituais (para mim), mas ando com um apetite que merecia que me fechassem numa jaula!

 

Mas esta Chinesada hoje resolveu ajudar-me!!!

Em grupo encomendaram um "pitéu" e chamaram-me para petiscar (esta é a altura que um expat se benze!).

Se calhar estou a ser má, mas eu acho que eles se divertem a ver-me torcer o nariz com as suas escolhas gastronómicas. Eu não percebo o que eles dizem, mas estou certa que os ajudo a passar o tempo.

 

E apresento-vos: Galinha? Porco? Cordeiro? Gato? Morcego? (não me quiseram dizer) envinagrado (o cheiro era inarrável) e ainda me adiantaram que era docinho... Eu tive uma necessidade repentina de sair dali!

Fui dar uma volta e almocei o meu almoco as 14h!!!

 

 

Esta "coisa" conservada nuns frascos enormes envoltos em rede....

 

 

Eu "arranco" tudo, mas esta gente é louca!

 

A seguir ao almoço... Nem Vivalma!

Se calhar foram ao medico!

Ou era tarde livre e eu não percebi...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:09

HAVAIANAS... Nunca mais!

por parasergrandeseinteiro, em 23.10.13

As primeiras havaianas surgiram em 1962 inspiradas numa sandália Japonesa típica chamada Zori.

 

 

Gosto do seu design e conforto, e por isso há muito tempo que as uso. Já comprei e ofereci inúmeros pares, principalmente nas viagens que fiz ao Brasil mas… Em termos de segurança deixaram de me convencer.

Por experiência de outrem e agora pela minha própria experiência deixaram de ser a minha eleição.

 

Viagem a Sabang:

 (Eu e o meu irmão. Fotografia de Miguel Miraldo)

 

Outubro 2013, Sabang (Palawan), Puerto Princesa, Filipinas

 O tipo de rocha lascada em forma de bisel disposta em camadas sequenciais da uma uma imagem continua com altos e baixos. Um trabalho muito bem ordenado pela natureza.

 

 (Eu, F. e o meu irmão. Fotografia de Miguel Miraldo)

A travessia por por esta via não era uma grande ideia mas pareceu-nos possível. Aí fomos nos!

Em grupo íamos decidindo: Vamos por aqui, depois por ali, atenção onde se colocam os pés!

Esperávamos que a onda rebentasse numa explosão impressionante que culminava numa ascensão de espuma vários metros acima de nós e o caminho ficava livre novamente, por uns segundos (necessários), para atravessar para a próxima etapa.

Outra rocha e assim sucessivamente ate chegar a desejada praia a jusante da cabana onde pernoitamos embalados pelo som do mar.

 

 (Fotografia de Miguel Miraldo)

  

Num determinado momento, uma das minhas havaianas cede e torce-se (não são o calçado ideal para andar em cima de rochas é um facto!), tropeço, agarro-me num “mano a mano” à rocha lascada com inúmeras laminas afiadas, numa intimidade em que “lhe” implorei um abraço reciproco “NÃO ME DEIXES IR!!!”.

Perdi os segundos a que tinha direito para a minha passagem para a rocha seguinte e fui coberta e esmagada pela força da água que me faz deslizar, com o devido atrito e posteriores sequelas, pela rocha abaixo.

Eu só não queria soltar-me e ficar à demanda da corrente. Aí as consequencias seriam mais graves!

O pior passou, sentia dor e ardor mas galguei a rocha com a uma força e vontade que antes não existiam. A adrenalina faz milagres.

 

Cheguei a um topo um pouco mais seguro, contudo ainda ao alcance da água.

Eu levava comigo a câmara fotográfica do meu irmão à tiracolo numa bolsa de viagem bem volumosa, muito mais resistente que poderia achar, já que fiquei submersa na água por segundos.

Logo que ganhei algum tempo abro a bolsa embebida em água e saco a maquina num gesto rápido e preciso e prossigo caminho com o braço esticado, a mão ao alto a segurar a câmara.

A F. ao avistar-me lança-me uma expressão de espanto e diz: Calma! Vamos tratar disso e vai ficar tudo bem!

Olho para as minhas pernas encarniçadas do sangue que escorria e percebi que me tinha magoado à séria. Os cortes não foram profundos embora numerosos, os hematomas foram significativos mas não tiveram consequencias maiores.

 

Perdi os chinelos, feri-me e mergulhei a câmara fotográfica do meu irmão no mar.

 

O meu irmão enfureceu-se com a minha preocupação com a maquina, o que poderia levar a uma segunda colheita pelo mar.

É bom interiorizar que nestas situações o material não é importante e os acidentes mais graves acontecem muitas vezes por essa preocupação. Contudo a câmara salvou-se, felizmente!

 

Embora eu queira muito, ainda não tenho a força de braços que tinha antes e tenho que ter uma postura mais conscienciosa e defensiva nestas situações. Tenho que ter paciência!

 

Ainda com havaianas, mas com outro protagonista - o meu irmão - no caminho para casa, agora pelo mato a dentro (uma alternativa mais segura e com algumas surpresas também), torceu uma havaiana (outra vez) e deu um mergulho direto numa poça densa de lama.

Ouço um splash, olho para trás, procuro o meu irmão branquinho e imaculado e encontro uma personagem castanha enlameada e irritada! A situação serviu de analgésico para as minhas mazelas e ainda me fez dar umas boas gargalhadas.

 

(aguardo uma foto ilustrativa da hilariante situação :))

 

Para mim Havaianas nunca Mais!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:13

Hike + limpeza de praia + pôr do sol

por parasergrandeseinteiro, em 14.08.13

Hike em Ma Wan Park:

 

 

Pico do calor: apesar de não ser (de todo!!!!) a hora ideal lá fomos nós!

 

 

Uma grupeta composta, motivada e cheia de energia!

 

 

Uma colega/ amiga alemã que conheci no trabalho acompanhou-me nesta "ligeira aventura":

 

 

Continuo a adorar a mistura: conhecer pessoas diferentes + exercício físico + contato com a natureza:

 

 

 

 

E assim foi. Por mãos à obra e apanhar o lixo mais grosseiro.

Adorei a sensação final de olhar para a praia e estar visivelmente mais limpa!

 

 

Luvas e saco em punho, SUAR muito... mas a "coisa" fez-se:

 

 

Hong Kong ainda é para mim um sitio cheio de novidades, surpresas e pejado de cenários maravilhosos:

(muito bom para amantes de fotografia)

 

 

No fim do dia, uma grande alergia a não sei o que, picadas de insetos (por mais repelente e protetor que ponha há sempre sequelas):

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:06

Era uma vez...

por parasergrandeseinteiro, em 01.08.13

Uma menina que queria muito um amaciador de uma marca brasileira.

Porque?

Porque queria...

E não há em HK?

Não! Teve que mandar vir dos EUA. Em HK há de tudo menos esta marca!

Pronto... pediu a embalagem maior: 60 Oz, e já que estava a encomendar uma, pediu logo duas embalagens...

Os portes de envio atingiram uma valor inarrável, mas como a menina queria mesmo o amaciador, encomendou!

E ao menos tinha noção a quantos Kg equivalem 60 Oz?

Não! Só percebeu quando recebeu em Hong Kong, mais precisamente na empresa, 3400 g de amaciador! 

 

 

60 Oz = 1700 g

Pronto, se há coisa que não faltará é amaciador para mim e para os amigos!

(Brutinha)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:59

O meu primeiro Hike!!! (Mount Cameron, Hong Kong)

por parasergrandeseinteiro, em 31.07.13

À terceira foi de vez! Depois de 2 cancelamentos devido às más condições meteorológicas ... ontem estreei-me e descobri uma atividade que me agrada muito!

A grupeta:

Grupo dos monitores:

Foi o 600° (seiscentésimo ;)) Hike do Sr. da esquerda (SK).

Não há palavras para descrever o cheiro abafado da natureza, a adrenalina de caminhar na escuridão e poder sentir a força desta cidade lá bem ao fuuuundo:

A subida custou-me muito, confesso que a determinada altura pensei em desistir. Felizmente superei e terminei o meu primeiro Hike com uma certeza: foi o primeiro de muitos!

 

 

Foram só 7 km, com uma subida interminável... a partir daí foi só usufruir.

Mal posso esperar pelo próximo!

Uma forma saudável e altamente relaxante de terminar o dia!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:08

Vizinhos (parte XXXX...)

por parasergrandeseinteiro, em 21.07.13

Tenho um vizinho, em cima de mim (salvo seja, ou nem por isso), com o qual troquei uma ideia para fazer menos barulho a partir da meia-noite (não aspirar a casa por ex), e se pudesse ser… antes das 8 da manha não andar de saltos altos em casa, ou seja lá o que for que acontece.

Da sua 1a reação nada a apontar, foi educado e desculpou-se.  No dia seguinte deixou-me uma carta na porta, com alguma graça a dizer, entre outras coisas, que tinha comprado uns protetores para as cadeiras (para não fazer tanto barulho)… Olha que maravilha!

Cruzamo-nos umas quantas vezes, falámos, perguntou-me do exame… até aqui “boa vizinhança é o que se quer!” em todo lado. Trocámos os telefones, disse-me que tinha acesso ao terraço e que poderíamos beber um copo de vinho.

Eu não sou muito complicada com estas coisas porque os bons momentos proporcionam-se, dar oportunidade para conhecer novas pessoas é sempre positivo, e porque não ganhar terreno para fazer uma churrascada lá em cima … ;)

Passaram-se dias, mandou-me algumas (muitas) mensagens com convites e começou a ser muito invasivo.

Ora bem, se uma pessoa não aceita a primeira, ok! podemos tentar uma Segunda, a Terceira já merece “punhos de renda”… a Quarta… (não deve existir)  tentei dar uma oportunidade nem que fosse para Então! nos entendermos e a coisa ficar clara, e se possível saudável. - Não quero “joguinhos de charme” contigo! mas bora lá ser amigo.

Então, o plano começou por ser um passeio pequeno (tipo um hiking muito soft), para um segundo plano: nadar + comer um gelado + fazer uma caminhada… bem!!! respondi-lhe que não tinha tempo para tantos planos e que só estava despachada depois das 4 e que levava uma amiga comigo… PUMMMMMMM! Explodiu.

Mandou-me uma mensagem com acusações surreais (se calhar não eram para mim :), estalou-lhe o verniz!

Acabei por lhe responder, para futuros cruzamentos nas escadas, a dizer que “à parte das acusações sem sentido, o tempo de cada um nunca deve ser desrespeitado e que essa não foi a minha intenção. De qualquer forma, muito bem… ficamos entendidos! Por mim esta mais que resolvido.

A parte que mais me custa é que já não e a primeira vez que isto acontece por aqui… não se pode ir aqui e ali sem se estar a flirtar? Ainda dizem que as mulheres portuguesas são fechadas…?

Tem que se ter cuidado porque ficam magoados!! Ora bolas, não tenho “saco” para meninos mal criados!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:07

Material da Pesada

por parasergrandeseinteiro, em 25.06.13

Como diz uma grande amiga minha, Material da Pesada:

Adoro lavar os dentes, passo fio dentário e bochecho colutório pelo menos 3 xs por dia.

 

Eu admito!!! Há uma certa obsessão minha em relação aos meus dentes. Quantas vezes este assunto já foi motivo de um bom gozo!?

 

 As minhas melhores amigas são quase todas dentistas, e não me deixarão mentir, eu tenho alguma (ENORME ASSUSTADORA) tendência para ter cáries. Esta é a razão pela qual não facilito, e sou fã de sentir a boca fresquinha.

 

Mais uma vez, esta minha atitude aos olhos dos "locais" pode ser vista de muitas formas... Os olhares na casa-de-banho das senhoras (local que me tem ensinado muito sobre os seus hábitos menos familiares para mim) vão desde excitação e rizinhos estranhos, a olhares de "esguelha" e há umas que concretizam! Hoje uma coleguinha depois de não conseguir esconder o olhar curioso, perguntou-me:

- Já não vais comer mais hoje?

(eu, a espumar integralmente da boca, quase me engasguei a tentar reponder-lhe:

- Porque?

A coleguinha:

- Já estas a lavar os dentes!!!???

(pensei calmamente, vou responder pedagogicamente como se estivesse a falar para uma criança)

- Lavo sempre os dentes a seguir as refeições principais para evitar cáries.

(espero que vá contar as outras :))

____

 

Uma amiga de cá dizia-me há uns dias, qualquer dia perguntam-te se estas doente!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:46

Final Countdown

por parasergrandeseinteiro, em 20.06.13

...é oficial!

A partir do dia de hoje, a minha vidar vai-se resumir a pouco mais do que trabalhar, estudar e descansar!

13 dias até ao muito respeitado exame!

"Bora la equipa!"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:55

Para os dias de Chuva I

por parasergrandeseinteiro, em 16.06.13

Há dois dias que não para de chover. Aliado a este fato, estão 32°C e 95% de humidade.

Comprei uns sapatos para a chuva :) e as galochas (giríssimas!) já estão encomendadas!

 

 

A minha grande sorte é que não tenho grandes problemas com a humidade que se faz sentir. Há pessoas que se ressentem significativamente porque o organismo não esta habituado a estas condições. Mas mentiria se dissesse que este calor peganhento não é desagradável... Segundo dizem, quem supera de Junho a Agosto aguenta tudo por aqui! (em relação ao clima)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:48

Porque silêncio, quando se pode ter BATUCADA!?

por parasergrandeseinteiro, em 12.06.13

Tenho cá para mim que potencio este tipo de situações! Não me lembro de uma casa onde tenha vivido, e já encho uma mão, que não tenha desenvolvido uma relação intensa com os meus vizinhos! Acredito que todos se lembram de mim, sou uma vizinha terrível! 

Primeiro começamos com 'mão na cintura' e às vezes ficamos amigos à posteriori. (Já tenho boas historias para contar a este respeito).

"Intensa" porque normalmente começa por haver obras! Eu atraio obras... Martelos pneumáticos, berbequins, martelada da pesada e afins.

Estas situações tendem a ser mais 'agudas' nas alturas que tenho de estudar.

Hoje, um feriadinho mesmo a calhar, para dar um avanço no meu estudo passei-o assim:

 

Já conheço grande parte da chinesada que anda a partir as paredes e a martelada nos meus ouvidos... não falam inglês mas já lhes "rosnei" e eles perceberam que não aprecio o "chimfrim" às 6h da manha, nem a partir das 19h... só para salvaguardar a minha sanidade mental.

Hoje o senhorio, da casa em causa, veio tocar-me a campainha. Falamos um pouco, ele percebeu que vou ter um exame de uma semana em Julho e tenho que estudar e estar em casa. As obras "só" vão durar mais 15 dias... Ainda me mostrou a casa e deu-me o contato!

Não sei o que vos diga! não e fácil, mas isso já todos sabemos. Escusava era de ser tão difícil!

 

Mas vai-se levando :)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:55

Um fim de tarde no mínino emocionante!

por parasergrandeseinteiro, em 02.06.13

Pelas cinco da tarde do dia de ontem, FINALMENTE veio cá o técnico da Eletrolux para fazer o diagnóstico da minha placa de indução que deu o berro exatamente há uma semana atrás.

Surpreendentemente apareceu um Chino todo compostinho, bonito posso dizer... Raro por aqui... e concluiu que não tinha arranjo. (uma gaita que terá de ser resolvida, por agora continuo sem cozinhar!).

Aproveitei e pedi-lhe para me abrir os garrafões de água (seis unidades encostadas à box porque não os conseguia abrir). Ofereci-lhe um copinho de água e nem um sorrizinho!

 

Pus-me a caminho do centro cultural de Kowloon para ir ver um espectáculo Les Tambour du bronx (um espectáculo idêntico aos STOMP).

Numa combinação via internet, uma rapariga filipina, a Devi, comprou-me o bilhete e combinámos encontrarmo-nos a porta do Centro. (Não a conhecia, nem nunca tinha visto).

Fui de metro, pus-me a caminho a "penantes" auxiliada pelo Google Maps... e esbarrei-me com uma rua cortada!

 E eis que tínhamos o seguinte cenário:

Um senhor sob protesto a ameaçar suicidar-se. Polícia, bombeiros, almofada insuflável (que veio estragar os planos do protestante!).

As pessoas que vinham do meu lado, chegavam à fita, paravam, tiravam fotos e suspiravam algo do género: Gaita, outra vez um maluco a ameaçar suicidar-se!

 

Dei a volta "ao quarteirão" e lá contornei o problema, e estava outra vez no meu caminho. Andei, andei, andei, voltei para trás, para frente... esta terra é a loucura! Tanta luz a piscar, tanto edifício, tanta coisa grande... parece que nada sobressai O centro cultural não poderia ser uma coisa pequena... Desisti, apanhei um táxi.

Quando cheguei lá, a Filipina já estava lá dentro da sala do espetáculo com o telemóvel desligado! (Pimba, vai buscar!).

Fui com tempo, mas no meio desta loucura toda... cheguei em cima da hora e o risco de ter perdido o espetáculo era real!

Já quase a desistir... lembrei-me: vou perguntar aos senhores se alguém deixou um bilhete com o meu nome. (não tinha muita esperança, porque caso a Devi tivesse pensado nisso teria enviado uma mensagem). Das 5 portas que havia, na terceira estava o meu BILHETE!!!!

 

Adorei, deu para descontrair... e esqueci toda esta confusão:

No fim do espetáculo, esta gente é toda louca e invadiu o palco:

 

E assim foi, mais uma aventura na minha passagem por HK.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:50

Já há algum tempo que não se estragava nada...

por parasergrandeseinteiro, em 27.05.13

Adoro a minha casa, adoro o sítio, adoro estar em casa, acho que acertei mesmo na mosca.

Tudo encantador.

A parte dos electrodomésticos é que não tem sido uma relação fácil. Mas lá chegaremos.

 

Agora a minha placa de indução… deu o berro!

 

A Electrolux não me manda assistência a casa sem eu dar o número do modelo, o meu senhorio diz que não faz ideia! Numa placa encastrada na pedra, as únicas 2 palavras  são: INDUCTION e Electrolux. Não há manual.

 

Está bonito…!

Vou ali a Electrolux a hora de almoço a ver se a gente se entende! Gestos, fotografias, mostrem-me os modelos todos que existem no mundo, sei lá...

 

Agora não há sopa ou cozinhados quentes para ninguém. Lado positivo: ando a fazer smoothies, para relevar este bloqueio irreal entre o distribuidor, o senhorio… e lidar com o péssimo inglês do centro de assistência!

Bora lá equipa! Isto tudo terá uma solução :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:00

Um fim de semana de estudo

por parasergrandeseinteiro, em 18.05.13

A minha guerra continua... Já com muitas batalhas superadas, mas Oxalá! ganhe a Guerra.

York, York, York... A minha cruz. A minha preocupação. Só falta um módulo, "tenho" que o superar e terminar esta grande luta!

No meio do meu processo de adaptação à cidade, ao trabalho e de certa forma à cultura... vou tendo condições mentais para me concentrar!

 

Bora lá equipa... Eu "tenho" que conseguir:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:40


Mais sobre mim

foto do autor





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Março 2016

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

subscrever feeds






eXTReMe Tracker