Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




E ando obcecada!

por parasergrandeseinteiro, em 24.02.14

Desde que deixei de viver em Portugal, há algumas coisas que me fazem falta e outras nem tanto.

 

A alimentação é dos pontos que tenho tido mais dificuldade de adaptação. E eu sou o chamado "bom garfo", sem grades esquisitices e com um apetite leonino!

 

Em Hong Kong só senti alguma dificuldade no fim da minha estadia (8 meses), quando me comecei a sentir saturada com os ingredientes, apesar de cozinhar diariamente e tentar manter o mais possível os meus hábitos alimentares mediterrânicos. Mas não é tão fácil como se possa imaginar.

Não havia boa carne, nem peixe frescos, e o que de melhor havia tinha preços exorbitantes. Os vegetais ditos biológicos, ou seja com menor probabilidade de terem sido cultivados no meio da poluição, também se faziam pagar.

Eu não tinha forno, apenas placa de indução ou microondas, logo tinha o meu leque de opções mais limitado. Por isso cheguei a um ponto que já nem sabia o que me apetecia...

Enjoei completamente de cozinha Chinesa! E, principalmente, tornei-me extremamente sensível aos intensificadores de sabor e a esses "truques" culinários muito pouco saudáveis se usam por lá.

 

A comida indonésia é bastante diferente. Apesar de ter o arroz como acompanhamento principal mas agrada-me bem mais.

 

Mas isto de estar algum tempo num país que não o nosso faz-me perceber muita coisa.

É muito difícil mudar os nossos hábitos de raiz.

Se bebo leite, queijo e derivados, como carne e peixe grelhados, gosto de pão (com côdea RIJA), batatas cozidas, saladas... como me vou habituar a comer arroz frito ao pequeno almoço? Comer vegetais fritos e salteados sempre com o mesmo sabor de base? (no caso da comida chinesa com intensificadores de sabor que me dão cabo do estômago) Sopa de soja?

Custa-me e não quero!

 

Aqui temos que ter atenção nos pedidos que fazemos porque o consumo de açucar é inarrável.

Às vezes sou muito insistente com o NO SUGAR PLEASE! mas por vezes vem na mesma MEGA doce.

Ou então dizem que não tem açucar. Ai não? Então o que se passa aqui? Tem leite condensado.

Percebi que leite para "eles" pode ser leite condensado.

 

Nos últimos anos houve um por aqui um "BOOM" de alimentos com açucar processado e da "Junk Food", então o consumo de doces e fritos é desmedido e sem qualquer consciência dos riscos que trazem.

As crianças estão sempre agarradas a doces artificiais. Na saída das escolas vêem-se carrinhos de venda de doces, como por exemplo granizado de gelo com leite condensado. Impressiona!

Estiveram muitos anos com acesso apenas ao mais biológico possível e agora é uma novidade e um exagero.

Acredito que estes comportamentos tenham sérias consequências de saúde pública no futuro.

 

E pronto... anseio por um bom pão, queijo, chouriço, galão, carne e peixe grelados, guisados simples... batatas cozidas e... vou parar!

 

Ando a ter uma alimentação pouco cuidada. Tento fazer refeições equilibradas mas como me sinto saturada do comida local, tem havido algumas vezes que recorro ao Mc.Donalds e por aí.

 

Verdade! Ando obcecada com receitas e listas de compras para quando chegar à Austrália.

E já estou preparada mentalmente para "pagar a conta" dos abusos que ando a cometer por aqui. Mas férias são férias e tão cedo não terei tempos assim! Por isso, coração à larga!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:11



Mais sobre mim

foto do autor





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Fevereiro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728






eXTReMe Tracker